Reflexões e trabalhos realizados no âmbito do Mestrado em Educação, área de especialização em Educação e Tecnologias Digitais, da Universidade de Lisboa (2012-2014).

Educação e Tecnologias Digitais

Reflexões e trabalhos realizados no âmbito do Mestrado em Educação e Tecnologias Digitais.

Teorias da Aprendizagem

teorias


TEORIAS da APRENDIZAGEM

 



Teoria Behavorista (Comportamental)

A aprendizagem na abordagem comportamentalista (behaviorista) é uma modificação de comportamento provocada pelo agente que ensina, usando estímulos sobre o sujeito que aprende. A pedagogia é diretiva. O aluno aprende se o professor ensina. O professor acredita no mito da transferência do conhecimento e o aluno recebe passivamente os conhecimentos. Skinner (1904-1984), psicólogo americano, utilizou o modelo experimental de Watson (1878-1958) para o estudo do comportamento humano, sendo a sua teoria conhecida como ‘Condicionamento Operante’. Esta aprendizagem deu origem ao Ensino Assistido por Computador que herdou os princípios do Ensino Programado, aparecendo o conceito de ‘feedback’, confirmação imediata da resposta. Programas de exercício e prática (drill & practice) e treino de competências básicas são os métodos de ensino e aprendizagem desta conceção. São ambientes de aprendizagem muito estruturados. A abordagem comportamentalista considera que o homem é o resultado das influências do meio em que se insere e considera que no processo de ensino-aprendizagem devem utilizar-se reforços e prémios. É uma abordagem favorecedora da utilização de recursos tecnológicos na educação. As aplicações informáticas muito estruturadas encontram suporte nesta abordagem.

Teoria Cognitivista

A aprendizagem na abordagem cognitivista tem em conta as condições do conhecimento que são inatas ao indivíduo quando nasce, excluindo o meio social em que vive. A pedagogia é não-diretiva, o professor é um auxiliar do aluno, um facilitador e deve intervir o menos possível. O professor além de ensinar, passa a aprender, e o aluno, além de aprender, passa a ensinar. Segundo Piaget, o conhecimento constrói-se na interação do sujeito com o objeto. A mente é comparada a um computador. Aprender implica representar a informação e processá-la (Inputs e Outputs). A perspetiva piagetiana do desenvolvimento cognitivo foi traduzida por Papert (1980) no sistema Logo, modelo da aprendizagem pela descoberta. O aluno programa o computador em vez de ser programada por ele. São ambientes de aprendizagem pouco estruturados. A abordagem cognitivista considera que a aprendizagem é o resultado da assimilação do conhecimento na estrutura cognitiva do aluno. É uma abordagem favorecedora de processos de ensino baseados na pesquisa e resolução de problemas.

Teoria Contextualista

A aprendizagem na abordagem contextualista vê o conhecimento como um produto da interação social e da cultura. Vygotsky preocupa-se com as relações entre o pensamento verbal e a linguagem e dá importância à relação e interação com outras pessoas como origem dos processos de aprendizagem e desenvolvimento humano. Aprender significa participar numa comunidade de práticas (discursivas, o saber-fazer e a utilização dos recursos informáticos) e construir uma identidade dentro dessa comunidade. Baseia-se na aprendizagem pela descoberta guiada e no ensino recíproco. Existe integração das tecnologias como produtos da atividade adaptativa e transformadora do ser humano. Para a abordagem contextualista a aprendizagem ocorre em comunidades e o conhecimento resulta da interação social e cultural. Valoriza a realização de trabalhos de grupo, participação em comunidades, etc.

Recentemente surgiu uma nova teoria, o Conectivismo (Siemens), que considera as anteriores teorias desatualizadas face às profundas transformações tecnológicas e outras, ocorridas nos últimos anos. Para esta teoria o conhecimento encontra-se disperso por inúmeras conexões (redes), e aprender consiste em desenvolver a capacidade de as percorrer.

 

BEHAVORISMO COGNITIVISMO CONTEXTUALISMO
Como ocorre a aprendizagem O aluno responde a estímulos do meio exterior, logo não considera o que ocorre dentro de sua mente durante o processo Aprendizagem é estruturada
Aprendizagem ocorre em função da atividade, contexto e cultura e ambiente social
Transferência da informação
Estímulo/resposta
O professor é o centro do processo do ensino aprendizagem, é um mero transmissor de conhecimentos para os alunos
O professor orienta o aluno no processo de construção do conhecimento
O aluno é o centro do processo do ensino aprendizagem
Interação social e colaboração são componentes críticas para aprendizagem (comunidade de prática).
Fatores que influenciam a aprendizagem Natureza da recompensa, punição Experiências anteriores

Empenhamento
meio cultural e social

Teorias da Aprendizagem I